• Immutable Page
  • Info
  • Attachments

Como fazer uma instalação básica do MoinMoin no seu sistema.

Conteúdos

Antes de integrar o MoinMoin no seu ambiente web, terá de instalar os ficheiros e dados e o código-fonte do MoinMoin utilizando o mecanismo distutils do Python standard (setup.py). Esta página explica os passos necessários para o fazer. Para mais informações sobre o processo de instalação distutils, consulte o documento Instalar Módulos de Python no seu pacote de documentação de Python.

A instalação é semelhante em Windows e em Linux (e noutros sistemas POSIX-type; para simplificar, apenas escrevemos "Linux" nos documentos).

  • (!) Utilizamos texto como > argumentos do comando para mostrar o que tem de escrever na linha de comandos (também conhecida como shell, terminal, etc.). Nos nossos exemplos "" é o cursos, não tem de o inserir, tem de escrever o que se segue. As linhas que não começam com "" são as respostas aos comandos que escreveu. Leia-os cuidadosamente.

Verifique se o Python está a funcionar

O MoinMoin necessita que de Python para funcionar. Assim, o primeiro passo deve ser verificar se tem instalada uma versão de Python utilizável, e se esta está correctamente configurada. Se não for este o caso, é necessário corrigir antes de prosseguir.

O ficheiro CHANGES no arquivo do MoinMoin refere as versões suportadas. Python 2.3 é o requisito mínimo para o MoinMoin 1.5, mas sugerimos que utilize a versão de Python mais recente.

Pode descarregar o Python na página http://www.python.org/download/.

Se tem praticamente certeza de que tem uma versão de Python aceitável instalada, mas os comandos indicados em baixo não funcionam, pode ser que os seus ficheiros não estejam no search path (caminho de pesquisa). Este documento não diz como configurar o caminho de pesquisa. Por favor, peça ajuda no seu fórum de discussão de Python, Linux ou Windows favorido.

Se tem acesso shell, é muito fácil verificar se o Python está a funcionar. Basta escrever o comando seguinte, e ver o resultado:

> python -V
Python 2.4.3

Se não tem acesso shell, pode tentar utilizar este script pythontest.cgi (assume que está a utilizar um servidor Web do tipo Linux). Envie o script para a sua directoria cgi-bin, utilize chmod a+rx pythontest.cgi (ou um comando similar no seu programa FTP) para o tornar executável, e invoque-o utilizando o seu navegador Web.

pythontest.cgi

Se não aparecer "CGI scripts work", bem, então os scripts CGI não funcionam. Se não apresenta uma ou mais números de versões de Pyhton, então o Python não está correctamente instalado. Em ambos os casos, antes de prosseguir, tem de entrar em contacto com o administrador do servidor, para que os problemas possam ser corrigidos.

Leia o sub-tópico ../ApacheEmLinuxFtp depois de acabar o sub-tópico ../InstalaçãoBásica que tratamos aqui.

Descarregar o MoinMoin

Para descarregar o arquivo de distribuição, visite a área de ficheiros a descarregar e obtenha o arquivo mais recente.

O passo seguinte será extrair os ficheiros do arquivo de distribuição (o que já fez, se estiver a ler este texto a partir do seu disco rígido). Se está a ler o texto na Web, a distribuição contém uma versão do arquivo .tar.gz, que pode extrair como mostramos em baixo.

  • Em Windows
    • Pode utilizar versões recentes de programas como WinZip, WinRar, e WinAce, que lidam com os arquivos do tipo .tar.gz.

    • na linha de comandos, pode utilizar o GNU gzip e GNU tar para Windows.

  • Em Linux
    • Pode utilizar o seu gestor de ficheiros favorito -- deve ser capaz de os extrair.
    • Em qualquer shell, pode utilizar o comando tar.

O arquivo de distribuição é sempre extraído para uma directoria chamada moin-<versão>, por exemplo moin-1.6.0.

Eis como extrairia o arquivo (utilizando GNU tar) e como abriria a directoria com os ficheiros do MoinMoin:

> tar xzf moin-1.6.0.tar.gz
> cd moin-1.6.0

Instalar o MoinMoin

Pode instalar o MoinMoin:

  • numa directoria de sistema (se tiver as permissões necessárias para o fazer -- em Linux necessita de ser root)
  • numa directoria específica, como a sua directoria home (Linux) ou C:\moin (Windows).

A instalação numa directoria de sistema é mais fácil, por isso, escolha-a se for possível.

/!\ Se tiver várias versões de Python instaladas, por favor, utilize a mesma versão para instalar e correr o wiki. Normalmente, com a versão de Pyhton mais recente irá obter os melhores resultados.

Comando de instalação recomendado para Linux (e MacOs X)

Desta vez, como escolheu não utilizar um pacote pré-configurado para o seus sistema, é altamente recomendado que não instale o MoinMoin na directoria por omissão. Isto porque se o fizer e quiser instalar um pacote do moin da sua distribuição, este irá sobrepor a sua instalação existente. O caminho mais frequente para as suas instalações está localizada abaixo de /usr/local (a isto se chama PREFIX). Um comando que deve ser aceite pela maioria das distribuições de Linux e MacOS X é

> python setup.py install --prefix='/usr/local' --record=install.log

Este comando irá instalar os ficheiros partilhados na '/usr/local/share/moin' e o código do moin na /usr/local/lib/python2.x/site-packages/MoinMoin/.

Corrigir falhas no processo de instalação

Se tem problemas com o passo da instalação do ficheiro setup.py, tente utilizar o comando:

> python -v setup.py --quiet install --record=install.log

O -v adicional deve dar-lhe mensagens verbose detalhadas para cada passo.

/!\ Em Linux, se obtiver um erro como Invalid Python installation: cannot find /usr/lib/Python2.x/config/Makefile, pode não ter o módulo distutils de Python instalado, faz geralmente parte da Python development libarary (python-dev). Algumas distribuições de Linux podem não o ter instalado por omissão. Por exemplo, em Mandrake é necessário instalar o pacote python-devel, em Debian chama-se python-dev.

Instalar na directoria de sistema por omissão

> python setup.py --quiet install --record=install.log

Este comando instala o MoinMoin na directoria de sistema por omissão (por exemplo em Linux, instala-se normalmente na directoria de Python, na /usr/lib/python2.x/site-packages/MoinMoin e /usr/share/moin). Veja o ficheiro install.log para ver o que foi instalado e onde.

Instalar na directoria home ou outra directoria específica

Exemplo de Linux, instalação na directoria home:

> python setup.py --quiet install --prefix=$HOME --record=install.log

Exemplo de Windows, instalação na directoria C:\moin:

> python setup.py --quiet install --prefix="C:\moin" --record=install.log

Todos os ficheiros MoinMoin serão instalados nessas directorias. Veja o ficheiro install.log para saber quais os ficheiros instalados e onde.

Nota: Provavelmente verá o seguinte aviso:

  • warning: install: modules installed to 'C:\moin\', which
    is not in Python's module search path (sys.path) -- you'll
    have to change the search path yourself

Isto significa exactamente o que está escrito. É necessário adicionar a sua directoria install ao caminho da pesquisa do Python, ou o código MoinMoin não será encontrado.

Por exemplo, se está a utilizar um servidor web e um CGI standard, edite o moin.cgi e adicione a sua directoria de instalação ao caminho de Python, assim:

import sys
sys.path.insert(0, 'C:/moin')

Testar a instalação

Como passo final, se tiver acesso à shell ou à linha de comandos, pode verificar se tudo está correctamente instalado e pronto a funcionar. Inicie o Python e digite import MoinMoin. Não deve existir resposta a este comando. Exemplo:

> python
Python 2.4.3 (...)
Para mais informações, digite "help", "copyright", "credits" ou "license".
>>> import MoinMoin
>>>

Se obtiver como resultado:

>>> import MoinMoin
Traceback (most recent call last):
  File "<stdin>", line 1, in ?
ImportError: No module named MoinMoin
>>>

terá de afinar a sua instalação. Experimente modificar o sys.path, como descrevemos em cima.

O que foi instalado

Agora, tem uma instalação do MoinMoin pronta a funcionar. Parabéns! Antes de a configurar, dê uma olhada aos vários ficheiros e directorias que foram instalados.

/!\ É importante que compreenda as várias directorias utilizadas numa instalação do MoinMoin, por isso, leia isto com atenção.

Nas descrições seguintes, o PREFIX é o que utilizou com o comando setup.py, ou uma directoria por omissão se não tiver utilizado a opção --prefix. (os valores por omissão habituais em Linux são /usr e /usr/local.) O X.Y é a versão do Python. Normalmente, é 2.3, 2.4 ou 2.5.

Veja o install.log para descobrir mais sobre as seguintes directorias importantes:

  • directoria MoinMoin, normalmente PREFIX/lib/pythonX.Y/site-packages/MoinMoin -- é o local onde o código-fonte do MoinMoin se encontra

  • directoria share, normalmente PREFIX/share/moin - é o local onde os modelos se encontram

    • directoria data (páginas de wiki, utilizadores, etc.) - deve ser acedida apenas pelo MoinMoin

    • directoria underlay (páginas de wiki) - deve ser acedida apenas pelo MoinMoin

    • directoria htdocs com os ficheiro de suporte de html (imagens para os vários temas, etc.) - o servidor web vai precisar de aceder a essa directoria

    • server - ficheiros-exemplo do iniciar do MoinMoin (como moin.cgi para CGI, e outros ficheiros para outros métodos de iniciar)

    • config - ficheiros-exemplo de configuração do MoinMoin (como wikiconfig.py)

  • directoria bin com alguns scripts que o ajudam a utilizar os comandos shell do MoinMoin

Referimos os modelos na directoria share porque normalmente não utiliza esses ficheiros nessa directoria: copia-os para onde é necessário. Desta forma, pode instalar vários wikis sem problemas e actualizá-los facilmente com versões novas do MoinMoin.